quarta-feira, 20 de abril de 2011

Quem hoje vê o sorriso estampado no meu rosto, não faz noção alguma de quantas coisas ele esconde. Não faz noção alguma de quantas vezes eu deixei de sorrir por se incapaz, por deixar a tristeza tomar conta. E por isso que hoje, não deixo de sorrir por nada, nem quando estiver despedaçada por dentro, porque tudo que passei me fez aprender o valor do sorriso e o quanto é importante seguir em frente apesar de tudo, apesar de toda dor, apesar de toda tristeza, pois posso correr o risco de não sorrir mais, se me deixar levar por tudo isso. E não me julgue quando eu sorrir ao invés de demostrar minha dor, e também não me peça pra demonstrar, só eu sei o quanto dói esconder tudo isso por não haver ninguém no mundo que mereça me conhecer tão profundamente além de mim mesma.
Carolina M. Brolese
"Quem hoje vê o sorriso estampado no meu rosto, não faz noção alguma de quantas coisas ele esconde. Não faz noção alguma de quantas vezes eu deixei de sorrir por se incapaz, por deixar a tristeza tomar conta. E por isso que hoje, não deixo de sorrir por nada, nem quando estiver despedaçada por dentro, porque tudo que passei me fez aprender o valor do sorriso e o quanto é importante seguir em frente apesar de tudo, apesar de toda dor, apesar de toda tristeza, pois posso correr o risco de não sorrir mais, se me deixar levar por tudo isso. E não me julgue quando eu sorrir ao invés de demostrar minha dor, e também não me peça pra demonstrar, só eu sei o quanto dói esconder tudo isso por não haver ninguém no mundo que mereça me conhecer tão profundamente além de mim mesma."
Carolina M. Brolese

Nenhum comentário:

Postar um comentário