quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Olhar Prisioneiro

Já não consigo olhar em seus olhos sem me prender neles. Me traduzem seus pensamentos, seu humor, seus sentimentos... Me faz entender o que eu não entendo, me guia no caminho certo pra chegar no seu coração. Seu olhar reflete o que se passa na sua mente, no seu coração, me traz paz, me faz sonhar, ilumina a minha escuridão. Toda vez que olho em seus olhos, e eles se econtram com os meus, parece que tudo pára, parece que somos apenas eu e você, que não existe mais nada, e segundos viram infinitos, fazendo eu me perder, me atrapalhar, me faz pensar por um instante que sou a dona dos teus lindos olhos, do teu sorriso, do teu pensamento, o que eu não sou. E quando tento desviar o olhar eu não consigo, meus olhos penetram nos teus, ficam vidrados, e me entorpeço, me embebedo com seus olhos, a beleza deles é viciante... E quando finalmente consigo desviar, sei que não é por muito tempo, pois meu destino é os teus olhos, é o teu coração. Meu caminho é seguir a imensidão do azul-esverdeado, cor que nunca pensei que me encantaria tanto como me encanta hoje, encanto que não quero perder nunca, encanto que me faz querer mais e mais seguir o caminho que essas cores iluminam ao brilhar.

Por: Carolina Muniz (eu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário